Chaves para um escritório saudável

Muitos de nós passamos boa parte do dia no escritório. Portanto, não é apenas um espaço onde desenvolvemos a nossa vida profissional, mas também um local que desempenha um papel importante no nosso bem-estar. Uma vez que um escritório saudável ou um escritório enfermo influenciará o desempenho e a saúde de todos nós que ali trabalhamos.

É assim que o estado em que se encontram, tem um papel central na propagação de doenças. Mas, por mais que os escritórios possam espalhar doenças, se administrados com sabedoria, também podem nos ajudar a combatê-las.

Aqui estão os principais aspectos que devemos levar em consideração para garantir que nosso escritório seja saudável:

Iluminação de escritório

A iluminação é sem dúvida um dos aspectos-chave quando falamos de qualquer ambiente e no caso de escritórios é ainda mais. Isso ocorre porque o trabalho de escritório exige que você passe muito tempo em frente a telas brilhantes, geralmente com os olhos fixos.

Portanto, a iluminação inadequada pode causar um reflexo indesejado de luz nas telas, o que por sua vez pode resultar em certas condições. Entre eles: dores de cabeça, fadiga ocular, olhos secos e outros problemas visuais. Sem descuidar que isso também pode diminuir nossa produtividade.

Iluminação de escritório

Uma excelente opção é aproveitar ao máximo a iluminação natural. Por exemplo, colocar mesas perto de janelas. Bem, vários estudos, incluindo um realizado na Northwestern University (EUA), indicam que os trabalhadores que têm janelas próximas são 20% mais produtivos. Mas, além disso, dormem melhor do que os que estão mais longe, em espaços fechados e iluminados artificialmente.

Acredita-se que isso seja devido à exposição à luz natural. O que aumenta nossos níveis de energia e nos inspira a ser mais criativos, além de contribuir para diminuir o nível de estresse. Caso esta opção não seja viável. Uma boa iluminação artificial, quente, mas não excessiva, também pode melhorar nosso humor e evitar problemas de visão.

Cores adequadas

Embora possa parecer um pequeno detalhe para muitos, as cores que usamos no escritório também afetam nosso ambiente e humor. E é que vários estudos têm mostrado que no ambiente de trabalho nosso campo de visão deve ter harmonia. Já que nosso corpo e sentidos reagem às cores quase automaticamente.

O escritório Cores adequadas

Por exemplo, paredes vermelhas ou roxas estimulam a produção de adrenalina, aumentando os níveis de energia e criatividade. Os azuis claros têm um efeito calmante e os amarelos e verdes proporcionam alegria.

Portanto, o excesso de cor ou seu uso incorreto podem causar estresse, tensão e fadiga visual. Com a adição de que nosso desempenho no trabalho também diminuirá. A melhor recomendação para um escritório saudável é usar cores neutras e suaves, além de uma combinação equilibrada de cores. Isso nos ajudará no descanso visual e reduzirá os níveis de tensão e estresse.

Boa ventilação

A síndrome do edifício doente é um grupo de doenças causadas ou estimuladas pela poluição do ar interior. E isso pode afetar 20% de seus ocupantes. Alguns dos problemas que podem causar são má ventilação, descompensação de temperatura, partículas em suspensão, má iluminação, gases e vapores de origem química e bioaerossóis, entre outros.

Assim, a qualidade do ar que respiramos também deve ser um fator a ter em conta, se queremos ter um escritório saudável. O que torna necessária uma boa ventilação com ou sem janelas, para evitar espaços insalubres e doenças. Embora também seja possível complementar esta missão com técnicas como a desinfecção aeróbia que ajuda a combater a sujidade e os maus cheiros do ambiente.

Organização e limpeza

A organização e limpeza periódica é um ponto em que todos no escritório têm de apoiar. Já que quanto mais organizado o ambiente de trabalho e menos objetos, papéis e outros elementos desnecessários tenhamos em vista, maior será a harmonia que o escritório transmitirá.

Algo que pode te ajudar a ter mais clareza mental, estar mais motivado e aumentar a produtividade em até 15%. Acessando os elementos de forma mais eficiente e tendo o que precisamos sempre à mão.

Mas os benefícios não se limitam apenas à produtividade, também têm um efeito positivo na nossa saúde. Permitindo-nos desfrutar de uma maior sensação de bem-estar. Apenas evitando o acúmulo de poeira e sujeira, já se consegue um ambiente de trabalho mais saudável e os alérgenos são eliminados do meio ambiente.

Barulho excessivo

Embora não percebamos, o ruído está sempre presente em todas as atividades que realizamos no dia a dia. E quando se trata de trabalho de escritório, há muitas coisas que o fazem. Das conversas ao som de telefones, impressoras e copiadoras. Bem como os sons vindos dos computadores são um exemplo claro.

Todos esses estímulos sonoros podem chegar a alterar os trabalhadores, influenciando negativamente a concentração, a resolução de problemas e a memória. Mas também pode ser prejudicial à saúde física e mental, tendo efeitos adversos como dores de cabeça, estresse, fadiga, distúrbios do sono ou perda auditiva, entre outros.

Portanto, neste sentido podemos tomar várias medidas para alcançar um escritório mais saudável, entre elas:

  • Usar móveis de escritório com superfícies curvas, pois ajudam a reduzir os níveis de ruído. Embora também seja muito importante considerar os materiais com os quais são feitos. Bem, alguns deles facilitam o rebatimento das ondas sonoras, por isso devem ser evitados.
  • Forneça fones de ouvido para aqueles que precisam receber chamadas em suas mesas.
  • Localizar dispositivos geradores de ruído, como aparelhos de fax, copiadoras ou impressoras em uma sala separada. E mais longe de áreas que precisam de concentração.
  • Não utilize móveis altos, pois na falta de visibilidade é possível que os trabalhadores tendam a levantar a voz, tendo a sensação de que estão sozinhos. Mas em vez disso, se puderem ver as pessoas ao seu redor, é mais provável que falem um pouco mais baixo.
  • Desligue ou desconecte os dispositivos eletrônicos que não estamos usando para evitar a geração de ruído de fundo que também é prejudicial e irritante.

Atualização de equipamento

Não é segredo para ninguém que o uso de equipamentos antigos leva a uma maior geração de ruído. Além disso, implica um maior consumo de energia e uma maior geração de energia eletromagnética prejudicial à saúde. A isso devemos adicionar o estresse que eles produzem devido à sua lentidão e mau funcionamento.

Portanto, é necessária uma atualização do equipamento, pelo menos uma vez por ano. Isso não só permitirá aumentar a produtividade, reduzindo os tempos de execução dos trabalhos. Mas também terá repercussões na saúde e no bem-estar dos trabalhadores por estarem mais motivados e menos estressados.

Temperatura ambiente adequada

Junto com a iluminação e o ruído, a temperatura ambiente também faz parte dos fatores que afetam a saúde e o bem-estar no escritório. É por isso que uma temperatura inadequada pode levar a alguns problemas de saúde que acabam afetando ao mesmo tempo o nosso desempenho no trabalho. Além do desconforto que isso gera nos trabalhadores.

Embora dentro das sensações térmicas de cada trabalhador haja subjetividade e pode ser difícil para todos ficarem satisfeitos. É possível chegar a um ponto de conforto em que há um baixo percentual de insatisfação entre 5% e 10%.

Nesse sentido e para evitar mudanças bruscas de temperatura. A recomendação é que seja mantida entre 23ºC e 26ºC no verão, época em que é utilizado o aparelho de ar condicionado. Já no inverno, quando costuma usar sistemas de aquecimento, o ideal é mantê-lo entre 20ºC e 24ºC.

Móveis de escritório

Já que passamos aproximadamente oito horas no escritório. Para uma melhor ergonomia é necessário que o mobiliário que dispomos se adapte a nós e ao trabalho que realizamos. A fim de evitar lesões e doenças no trabalho, causadas por tensões e estresse físico. Derivado principalmente de movimentos repetitivos ou posturas inadequadas.

Por tudo isto, os móveis e cadeiras de escritório desempenham um papel importante no nosso bem-estar e para uma escolha adequada o melhor é consultar um especialista no assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *